Mais um exit no Brasil: Linx compra startup ShopBack por R$ 39 milhões

Mais um exit no Brasil: Linx compra startup ShopBack por R$ 39 milhões



Nesta quarta-feira, dia 18, a Linx, empresa de software de gestão para varejo, anunciou a compra da ShopBack, tornando-se líder no segmento – por cerca de R$ 39 milhões à vista, mais um adicional variável de resultados para os próximos anos. A ShopBack é uma startup que oferece soluções para engajamento, captura de usuários e marketing em sites através de Big Data e inteligência artificial.

É, inclusive, uma das maiores soluções de tecnologia para o varejo brasileiro, sendo utilizada por 85% dos e-commerces brasileiros, segundo a Linx. Para discutir o futuro deste mercado e entrar em contato com outras inovações, participe da maior conferência sobre tecnologias no Varejo no Brasil.

A Linx desembolsará R$ 39 milhões a serem pagos à vista pela aquisição. Deste ano até 2019, a empresa está sujeita a atingimento de metas que podem levar ao adicional de quase R$18 milhões.

A compradora possui mais de 30 anos de atuação e oferece softwares de gestão ERP e POS, atendendo mais de 44 mil varejistas atualmente. Suas ações são negociadas na B³ (antiga Bovespa) desde 2013, tornando-se uma das empresas de tecnologia mais.

Já a ShopBack foi lançada no início de 2015 e é a mais famosa avaliadora de comportamento de usuários em e-commerces, apta a identificar um usuário por e-mail sem cadastro prévio e a recuperar carrinhos de compra abandonados. Em sua carteira, concentra grandes clientes como Ambev, Bradesco e Carrefour.

Em 2008, a Linx iniciou sua estratégia de crescimento por aquisições de empresas. Até hoje, já realizou mais de 23 processos nacionais e um internacional – a aquisição do grupo Synthesis, em julho deste ano. A compra de startups por empresas já consagradas no mercado é uma forma de inovar, mantendo-se competitivo.

Para tornar a concorrência uma solução para o seu negócio – tal como a Linx fez com a ShopBack, participe da Corporate Class e aprenda a trazer a inovação das startups para sua companhia.

​Fonte: Startse






Japão recruta empresas como a Uber e Boeing para construir carros voadores

Japão recruta empresas como a Uber e Boeing para construir carros voadores

Metodologia para implantação de Cidades Inteligentes e Humanas é tema de dissertação do Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Inovação da UFRN

Metodologia para implantação de Cidades Inteligentes e Humanas é tema de dissertação do Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Inovação da UFRN

Apple quer revolucionar interface de iPhones em 2019 com tecnologia presente no Lumia McLaren

Apple quer revolucionar interface de iPhones em 2019 com tecnologia presente no Lumia McLaren

POR QUE CIDADES INTELIGENTES PRECISAM DE ECOSSISTEMAS DE INOVAÇÃO?

POR QUE CIDADES INTELIGENTES PRECISAM DE ECOSSISTEMAS DE INOVAÇÃO?

T-Systems Brasil apresenta sua visão de cidade inteligente

T-Systems Brasil apresenta sua visão de cidade inteligente

Plataforma YouShip: a Uber das encomendas para uma entrega mais eficiente

Plataforma YouShip: a Uber das encomendas para uma entrega mais eficiente

Secretário de Planejamento conhece projeto de “Cidade Inteligente” na França

Secretário de Planejamento conhece projeto de “Cidade Inteligente” na França

O que podemos aprender com as três gerações de Cidades Inteligentes

O que podemos aprender com as três gerações de Cidades Inteligentes

Alibaba compra empresa chinesa para investir em nuvem e internet das coisas

Alibaba compra empresa chinesa para investir em nuvem e internet das coisas

Para avaliar hábitos perigosos no trânsito, seguradora usa app com telemetria

Para avaliar hábitos perigosos no trânsito, seguradora usa app com telemetria



Paginas ( 1 / 46 ) Próxima